Uma palavra para Agora ...

Nesse ciclo decisivo da história humana e planetária, pessoas, autônomas e em grupos, estão jogando conscientes o movimento de um tempo novo e comum, pedindo respeito à vida sem fronteiras de raça, nacionalidade, religião ou cor.

Eu  acredito que estas são as bases importantes para um novo convênio a ser estabelecido entre a comunidade humana. A participação nesse desafio é puramente voluntária. As sementes da paz seguem sendo espalhadas de maneira silenciosa em muitos pontos do planeta. A próxima aventura requer uma espécie com mais humildade e coração. Gente que queira caminhar com destemor e equilíbrio por esse final de ciclo “apocalíptico”.

A paz planetária depende do trabalho individual sincero. Então poderemos dizer que a tarefa foi realizada e que a missão está finalmente, cumprida.